ISSN 1806-9290
Revista Brasileira de Zootecnia

 

Fator de impacto: 0,545 2016 JCR®, Thomson Reuters

 - Autocitação no período: 9,4%

- Classificação: 42ª das 58 revistas na categoria Agriculture, Dairy and Animal Science

 - Classificação: 96ª das 136 em Veterinary Sciences

 - Fator de impacto da RBZ nos 5 anos: 0,767

 

SCIMAGO

SCImago Journal & Country Rank

Instruções adicionais

A Revista Brasileira de Zootecnia não publica artigos resultantes de experimentos envolvendo o uso de produtos proibidos pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA na alimentação de animais destinados ao consumo:

- cama de frango e subprodutos de origem animal na alimentação de ruminantes: conforme Instrução Normativa nº 8 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, de 25/3/2004, é proibido, em todo o território nacional, o uso de cama de frango e subprodutos contendo proteínas e gorduras de origem animal na alimentação de animais ruminantes.

- antibióticos e aditivos promotores de crescimento: está proibida a utilização de antibióticos como promotores de crescimento em produtos destinados à alimentação animal (Portaria nº 193 de 12/05/1998).

Lista dos aditivos proibidos na alimentação animal e legislação correspondente 

Aditivo

Legislação

Avoparcina

Of. Circular DFPA Nº 047/98

Cloranfenicol e Nitrofuranos

Instrução Normativa 09, 27/06/2003

Arsenicais e antimoniais

Portaria 31, 29/01/2002

Penicilina, tetraciclinas, sulfonamidas sistêmicas

Portaria 193, 12/05/1998

Olaquindox

Instrução Normativa 11, 24/11/2004

Violeta Genciana

Instrução Normativa 34, 13/09/2007

Carbadox

Instrução Normativa 35, 14/11/2005

Anabolizantes para bovinos

Instrução Normativa 10, 27/04/2001

Hormônios como aditivos alimentar em aves

Instrução Normativa 17, 18/06/2004

Atualizado em 22/11/2007. Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento: http://www.agricultura.gov.br/

Determinação de NIDN e NIDA: os resultados de análises referentes ao nitrogênio insolúvel em detergente neutro (NIDN) e nitrogênio insolúvel em detergente ácido (NIDA) devem ser expressos em porcentagem do nitrogênio total, e não em porcentagem da matéria seca. O mesmo é válido para seus correspondentes, isto é, proteína insolúvel em detergente neutro (PIDN) e proteína em detergente ácido (PIDA).

Fibra bruta em trabalhos com ruminantes: as análises de FB e dados de ENN (obtidos por diferença) de materiais fibrosos (gramíneas, leguminosas, palhas e palhadas, etc.) trazem embutidos em seus resultados erros nos procedimentos. A análise de FB refere-se somente à recuperação da celulose e da lignina insolúvel em álcali. O ENN, obtido por diferença, traz para si todo o erro do procedimento, isto é, açúcares, amido, hemicelulose, peticna e lignina solúvel em álcali. A FB e o ENN não têm nenhum significado em trabalhos com ruminantes.

Fusão de artigos:

  • trabalhos de mesma autoria, realizados em mesmo experimento e abordando mesmo assunto (companheiros ou em série), devem ser analisados pelos mesmos revisores, quando não for o caso de fusão.
  • artigos envolvendo análise de desempenho de não-ruminantes e ruminantes (consumo, ganho de peso e conversão alimentar) e digestibilidade devem ser apresentados na forma completa, em vez de divididos em dois.
  • trabalhos sobre exigências nutricionais de não-ruminantes e ruminantes devem incluir os dados das fases de crescimento e terminação, não devendo ser publicados separadamente.

 
X